Acompanhe Kiki Around the World pelo blog e deixe seus comentários para interagir com a gente.

Panamá – Das ilhas paradisíacas ao canal do Panamá

Nós voltamos para Cartagena bem quando era a semana do festival de cinema da cidade e aproveitamos para ver um filme ao ar livre. Ficamos por lá mais alguns dias antes de embarcar em um barco de quatro dias para cruzar até o Panamá por mar, através das paradisíacas ilhas de San Blas nas águas do Caribe, com uma dúzia de outros viajantes de diferentes nacionalidades.
No primeiro dia o mar estava agitado e passamos cerca de 24 horas deitados curtindo nossa náusea… Simplesmene terrível! Quando o barco finalmente parou e suas âncoras estavam fincadas nas águas do Caribe, no meio de pequenas ilhas repletas de coqueiros, areia branca e águas azul-turquesa… o enjôo foi quase esquecido. Ahhh… o paraíso!

Quase todas as pequenas ilhas são habitadas por indígenas das tribos Kuna Yala, onde tudo é controlado por eles, já que eles são os donos das ilhas.

Uma noite tivemos deliciosas lagostas para o jantar que foram pescadas no mesmo dia pelos Kuna Yala e depois fizemos uma fogueira na ilha com o Alexis na guitarra responsável pela trilha sonora. Depois de muitas canções a noite terminou em festa no barco.

Tivemos também um churrasco de peixe em uma outra ilha, mas infelizmente o tempo não ajudou. Chovia e ventava tanto que parecia que tudo ia voar. Não tivemos tanta sorte com o tempo e ficamos felizes de chegar em terra firme.
Passamos o primeiro dia sem fazer nada na Cidade do Panamá, se recuperando do mal estar do barco. A Cidade do Panamá é uma capital moderna e americanizada, com seus arranha-céus, carros grandes, redes de fast food pra todo lado e o dólar americano como moeda local. Até parecia que a gente tinha pousado nos Estados Unidos.

Visitamos o Canal do Panamá, que atravessa o país ligando o Oceano Pacífico ao Oceano Atlântico. Um dos projetos de engenharia mais loucos já realizados. O canal tem cerca de 77 km de comprimento e mais de 27.500 trabalhadores morreram durante a sua construção, no início do século passado. A cada ano mais de 14.000 navios passam pelo canal.

A gente visitou também o antigo centro da cidade, Casco Viejo, que hoje parece abandonada mas ainda guarda a arquitetura de seus antigos edifícios coloniais.

Comentários

  1. Élida 09 Mar 2013 / 13:23 UTC / #

    realmente essas ilhas são o paraíso!

    • Alexis 09 Mar 2013 / 15:00 UTC / #

      Pra inspirar vcs. Hehehe… Bjs